segunda-feira, 2 de junho de 2008

Quanto vale minha vida

Hoje não tenho o que dizer, realmente estou farto de sentimentos, e satisfeito de desilusões. Vamos jogar baralho, construir castelos na areia, tocar musicas nas encruzilhadas da vida, afinal o diabo vem andando estrada abaixo procurando “contratos”, vamos cortejar o beijo das aranhas. Eu não sei o que quero de minha vida, e também não sei o que eu não quero. Não tenho certezas, Artista plástico ou medico, Engenheiro ou musico de boteco, advogado do diabo, que continua roubando almas, ou Biólogo. Vou traçando meu caminho sendo apenas eu mesmo, que até descobrir quem sou descubro se vou estar vivo para me preocupar com essas trivialidades. Dinheiro, comida, amor, carinho. Quanto realmente vale a minha vida?

2 comentários:

Natan disse...

vale o que voce faz!

Thiago disse...

depende do referencial pra algumas pessoas pode ser mais essencial que as delas próprias, vai saber? (não é meu caso não se empolgue)^^