sexta-feira, 6 de junho de 2008

Folego novo

Estou renovado, como se tivesse trocado de casca, minha alma continua intacta respirando a essência da vida. Fôlego novo, para agüentar as complicações. Sem tormentas ou abrolhos, apenas uma crise renal. Idéias, eu já não tenho em abundancia, pergunto ate se minha Calliope fugiu. Nem sonhando eu ando direito, saudades de uma certa pessoa que morreu a algum tempo. Eu não sou um Jedi, mas sim, tenho novas esperanças. Como corvos gralharei por toda a eternidade. Como um touro pastarei, preciso de forças para lutar. A quanto os deuses mais antigos não morreram ou foram simplesmente esquecidos, uma situação mais delicada que a morte. Quantas linhas de pesadelos devem ser escritas ate o nascer do sol? Revigorado, é assim que eu me sinto. Aquela força melancólica que eu mantinha presa dentro de mim, foi solta antes que desastres maiores acontecessem. Espero agora os raios de um novo sol iluminar minha cabeça e abrir os meus olhos.

Um comentário:

Ciaberta disse...

Fôlego novo, para agüentar as complicações...
estou assim também *-*