domingo, 27 de julho de 2008

Algo distante

Ando cansado, com sede
Cacos de vidro perfuram minha pele
Jóias em volta dos braços
Meus ouvidos sangram
Minha garganta dói
Mantenho minha mão junto da sua
Corpo com corpo
Palavras sem sentido.

Vamos tocar piano
Cantarolar o caos
Dançar ao som do vento
Saborear o orvalho das manhãs macias
Apenas observar as nuvens passar

Um comentário:

Ciaberta disse...

Observar as nunvens passar, gosto disso. =}