sábado, 31 de maio de 2008

"Jazz" a minha vida

Jaz aqui minha alma

Neste cemitério de ilusões

De bebida eu não preciso mais

De tabaco muito menos

Da droga mais ilícita que encontrar vou pedir dispensa

Do beijo irei querer distancia,

O afago de um carinho pode ser minha sepultura

Escolherei muito bem meus amigos

E nunca vou dispensar uma boa discussão política

Sou jovem, e definitivamente canto beatles

Sim, vou sempre querer segurar A SUA mão,

Triste serão as musicas sem os refrões grudentos

Ao som da triste melodia, irei dizer adeus

Jazz aqui a minha vida

Um comentário:

Winry disse...

Bem, você já deve estar cansado de ler o s meus comentários. Vej bastante tristesa nas coisas que vocÊ escreve. Mas elas são 'bonitas' digamos assim.