quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Te

Escrevo-te por ser fraco
Descrevo-te por te amar
Amo-te por desejo
Entrego-te por descuido
E por ser fraco
Perco-te em devaneios
Celestes e espirituais
Hoje sou um completo fracasso
Um mendigo sem lar
Um poeta sem clientela

E agora...

Escrevo-te por ser fiel
Descrevo-te por ansiedade
Amo-te por angustia
Entrego-te por maldade
Perco-te por destino.

2 comentários:

Pati disse...

Gostei da estrutura, simples e "objetiva"

Lais disse...

Arrasou Tiago!!!É marcante e lindo!