domingo, 14 de dezembro de 2008

Cortejo

Esse cortejo venenoso
Onde a promiscuidade
Dos olhos alheios dançam
Em seus seios fartos.

Perdição, fome da carne,
Quero sentir a carne rasgar
Sob meus dedos, ligeiros.
Quero beijar seus lábios
Quero sentir seu perfume
Seduzir você a morte.

Trazer pro meu cubículo
Toda essa decência
Essa estranheza
Esses desejos de alma
Essa vontade de te cortejar
De te amar.

Eu sou apenas um homem
Você uma linda mulher
Quero amar suas entranhas
Segurar seu cabelo
Beijar sua face.

Venha ate mim, sinta
Deseje meu corpo
Humano, nem um pouco divino
Toque meus músculos
Sinta-se atraída pela força
Delire com minha sujeira
Sinta meu regozijo por você.

Que alegria inebriante
Respire o mesmo ar que eu, viva comigo
Sinta meus olhos pousarem em seu sexo
Sinta-se possuída, querida.
Oh minha querida.

A nossa vida não é só isso
Nossa alma não quer mais álcool
Nossos pulmões nem um pouco mais de tabaco
Queremos mais vida, mais amor.

2 comentários:

Winry disse...

Gostaria de ouvir isso ao vivo.

Dayane disse...

eu quero mais amooooooor
*-*