sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Azedume (los hermanos)

Dentre varias musiquetas, escolhi esta como minha favorita, mostra um pouco de como eu me sinto, as vezes... como me senti por muito tempo, antes de conhecer pessoas e cultivar amizades novas... Eu sou imprevisivel, e as vezes me arrependo do que faço... mas certas atitudes infantis não tem volta, aquele frio na barriga, aquele desgosto... o azedume do meu peito... queria dizer que eu gosto das pessoas que me rodeiam, por mais que sejam poucas, gosto de todos vocês... com respeito eu trato minha dor, e digo a vocês poucos leitores, arrependimento é bom, engrandece a alma.


Tire esse azedume do meu peito
E com respeito trate minha dor

Se hoje sem você eu sofro tanto
Tens no meu pranto a certeza de um amor,

Sei que um dia a rosa da amargura
Fenecerá em razão de um sorriso teu

Então a usura que um dia sufocou minha alegria há de ser o que morreu

Dai-me outro viés de ilusão
Pois minha paixão tu não compras mais com teu olhar

Leva esse sorriso falso embora
Ou fale agora que entendes meu penar

A lágrima que escorre do meu peito
É de direito pois eu sei que tens um outro alguém

Mas peço pra que um dia se pensares em trazer-me seus olhares
Faça por que te convém

4 comentários:

Nana Jiló disse...

as pessoas tem mto medo de sentir arrependimento, não é não? mas no fim, todo mundo sente, pelo que fez e pelo que não fez. faz parte de viver.

Ciaberta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ciaberta disse...

Tens no meu pranto a certeza de um amor.. ♪

Dayane disse...

viva amarante, viva los hermanos.
eles vao voltaaaaaaaaaaaaar *-*