quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Crise pós-moderna

Crise de identidade
Depressão pós-moderna
Prozac, maconha, pó
Não agüento beber, não agüento gritar
Não agüento escrever, não agüento chorar
Cadê meu dinheiro, cadê meu remédio, cadê meu isqueiro
Perdi minha moral, perdi minha fé
Vomito aos seus pés
Claustrofobia, veneno de rato, hipocrisia
Síndrome do pânico, medo, medo, medo...
Síndrome do mal, Medo, medo, medo...
Pra que tanto medo? Medo meto o dedo
Esfrego a cara na janela
Grito da varanda um silêncio agoniado
Não pego mais ônibus, não vejo os amigos
Não como, não fumo, não amo.
MEDO!

3 comentários:

Pati disse...

Quero tanto te ajudar ~;
Se cuida e fique bem.

Helena disse...

Eu gostei, tive lindas imagens disso.

Lais disse...

Sincero em tudo que escreveu.Cuide-se ou deixe cuidarem de vc.Tô contigo!!!