quinta-feira, 2 de abril de 2009

Deus

Beije a cruz do meu pescoço
Reverencie minhas palavras
Admire minha aura
Eu prego a bíblia, assim como pregaram Jesus
Eu te castigarei e te condenarei
Não medirei esforços para lhe subjugar
Eu sou o poder na terra
Vocês me criaram
Não vá de encontro a mim
Beije a cruz fincada no chão
Pois é ali que você vai morar o resto da vida
Esquecido na terra, sem lugar no céu.

Um comentário:

Ciaberta disse...

muito bom esse. :*
e o melhor de tudo, foi a conversa da gente.